Sobre redes - Security Center 5.9

Guia do Administrador do Security Center 5.9

series
Security Center 5.9
revised_modified
2020-01-20

A entidade de rede é usada para captar as características das redes usadas pelo seu sistema, para que possam ser tomadas as decisões adequadas de roteamento de stream.

A menos que todo o seu sistema seja executado a partir de uma única rede privada sem comunicação com o mundo exterior, você deverá configurar pelo menos uma entidade de rede além da Rede padrão para descrever o seu ambiente de rede.

Como as entidades de rede são criadas

As entidades de rede são criadas automaticamente pelo sistema.

Após instalar o Security Center em seu servidor principal, você terá as duas entidades de rede seguintes em seu sistema:
  • A Rede padrão é o nó raiz da árvore de redes. Suas capacidades de transmissão de vídeo são configuradas como Unicast TCP, que é a característica compartilhada por todas as redes IP. Você não pode excluir a entidade Rede padrão.
  • Uma segunda entidade de rede é anexada à Rede padrão, que corresponde à rede da sua empresa (onde seu servidor principal está localizado).

Após isso, mais entidades de rede são adicionadas ao seu sistema quando você adiciona novos servidores de redes diferentes.

Quando um servidor com várias placas de interface de rede (NIC) é adicionado ao sistema, somente o primeiro endereço definido no sistema operacional é representado por padrão como uma entidade de rede. Porém, você pode adicionar as outras entidade de rede manualmente se, posteriormente, você precisar de ter um melhor controle das capacidades de roteamento.

Uma rede federada () é criada para cada sistema federado. Isso permite que você controle como a mídia daquele sistema é acessada pelo sistema local, para forçar o redirecionamento da mídia e para configurar as capacidades de roteamento.

Roteamentos de rede

Entre cada duas redes no seu sistema há uma rota. As capacidades de transmissão de dados da rota estão limitadas ao menor conjunto de capacidades dos dois pontos de extremidade.

Por exemplo, se uma extremidade tiver capacidade multicast e a outra somente tiver capacidade unicast UDP, as capacidades da rota entre esses dois pontos de extremidades não poderão ser superiores a unicast UDP.

Se a conexão entre os dois pontos de extremidade (por exemplo, VPN) somente suportar unicast TCP, você poderá precisar limitar mais as capacidades de uma rota.